volta ao início, OutraBelem.com

2009 Ano da França no Brasil – Programação atualizada nas páginas do site e aqui as mais recentes primeiro.

.
Abertura oficial do “Ano da França no Brasil” com desfile e exposição, dia 21 de abril | 18h, no Museu Histórico do Estado do Pará – MHEP. Informações 3224-3198.

.
Mostra de música francesa no projeto “Quarta às quatro” em homenagem ao Ano da França no Brasil, dia 29 de abril | 16h. Fonoteca Pública Satyro de Melo (4º andar do Centur). Informações: 3202-4387. Entrada franca.

.
[canceladas as palestras por motivos de saúde. Atualizaremos com possíveis novas informações] Cineclube do IAP faz o ciclo de palestras “Robert Bresson – olhos para o impossível”, com aulas e exibição de filmes para serem debatidos, sendo parte do “Ano da França no Brasil”. De 04 maio até 08 de maio | 9h até 12h e 15h até 18h. No IAP, Praça Justo Chermont, 236, ao lado da Basílica. Informações: 4006-4006 / 4006-2915 / 4006-2906. Entrada franca.

.
A Fundação Carlos Gomes promove o “XXIIº Festival Internacional de Música do Pará”, que homenageará a cultura francesa com o tema “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”, por ser 2009 o ano da França no Brasil. Do dia 31 até dia 06 de junho. A abertura oficial será no Theatro da Paz dia 31 | 20h30 com a apresentação da Orquestra Amazônia Jazz Band. Veja aqui toda a programação.

.
Exposição fotográfica “La France de La Haute Couture”, até dia 31 de maio | 10h até 16h. Um dos eventos da abertura do Ano da França no Brasil, no Museu Casa das Onze Janelas.

.
Exposição “Martinique de Mornes – a poesia lírica do cotidiano improvável”, até dia 05 de julho no Museu de Arte Sacra, fazendo parte da programação do Ano da França no Brasil.

.
Exposição “Fronteiras”, com obras dos artistas Alban Toulemonde e Delloah Dante. Abertura dia 26 de junho | 19h, até dia 31 de julho. Na Galeria de Arte Graça Landeira, da Unama, na Av Alcindo Cacela, 287.

.
Mercado de Moda Caixa de Criadores – 7ª edição, com o tema ‘’O Ano da França no Brasil – C’est Très Chic’’, de 27 de junho até 5 de julho | 14h até 20h, no Espaço São José Liberto – Coliseu das Artes. Informações: 8119-8093 / 3242-6001. www.caixadecriadores.blogspot.com. Entrada franca.

.
Exposição “Olhares Cruzados Sobre a Natureza na Gravura Francesa e Brasileira”, com gravuras de 44 artistas brasileiros e franceses. Abertura dia 9 de julho | 19h, no Museu das Onze Janelas (Sala Valdir Sarubbi). Visitação até dia 30 de julho, de terça a domingo | 10h até 16h. No Ano da França no Brasil. Informações: 4009-8821 (Onze Janelas). Entrada franca.

.
“Mostra Jacques Demy Encantado”, em agosto, onde cinco das principais obras do cineasta francês Jacques Demy (1931-1990), que estreou como diretor de longas com Lola (1961). Seus filmes mais conhecidos são Os guarda-chuvas do amor (1964), pelo qual ganhou a Palma de Ouro em Cannes no mesmo ano, e Duas garotas românticas (1967), títulos incluídos nesta mostra que apresenta ainda A Baía dos Anjos (1962) e a cinebiografia Jacquot de Nantes (1991), sobre Demy, realizada por Agnés Varda, nesta mostra imperdível que o Cine Libero Luxardo exibe com apoio da Cinemateca da Embaixada da França em comemoração ao Ano da França no Brasil. No Cine Líbero Luxardo, Centur, na Av. Gentil Bitencourt, 650. Informações: 3202 4321 / 3202-4333. Entrada franca.
Dia 19 | 19h30 “Lola” (“Lola”, França 1961)
Dia 20 | 19h30 “A Baía dos Anjos” (“La Baie des Anges”, França 1962)
Dia 21 | 19h30 “Os Guarda-chuvas do Amor” (“Les Parapluies de Cherbourg”, França/Alemanha
1964)
Dia 22 | 19h30 “Duas Garotas Românticas” (“Les Demoiselles de Rochefort”, França, 1967)
Dia 23 | 19h30 “Jacquot de Nantes” (“Jacquot de Nantes”, França 1991)

Dia 26 | 19h30 “Jacquot de Nantes” (“Jacquot de Nantes”, França 1991)
Dia 27 | 19h30 “Lola” (“Lola”, França 1961)
Dia 28 | 19h30 “Duas Garotas Românticas” (“Les Demoiselles de Rochefort”, França, 1967)
Dia 29 | 19h30 “A Baía dos Anjos” (“La Baie des Anges”, França 1962)
Dia 30 | 19h30 “Os Guarda-chuvas do Amor” (“Les Parapluies de Cherbourg”, França/Alemanha 1964)

Sinopses
“Lola” (“Lola”, França 1961). Com Anouk Aimée. Drama em PB. Duração 85’. Sinopse: “Me agradava muito a idéia de fazer algo sobre fidelidade, a fidelidade para lembrar e misturar ali minhas recordações de Nantes” (JACQUES DEMY).
Lola (Anouk Aimée) é uma dançarina de cabaré que espera pelo retorno de Michel (Harden), namorado que há sete anos foi para a América e é pai de seu filho. Ele prometeu voltar somente quando estivesse rico. Durante sua ausência, Lola é cortejada por Roland (Michel), seu amigo de infância, e pelo marinheiro americano Frankie (Scott). Tudo indica que ela acabará escolhendo definitivamente um dos dois, mas seu coração ainda pertence a Michel. O filme é dedicado ao diretor alemão Max Ophüls, que dirigiu diversos dramas e romances.

“A Baía dos Anjos” (“La Baie des Anges”, França 1962). Com Jeanne Moreau. PB. Duração 89’. Sinopse: “Eu quis desmontar e mostrar o mecanismo de uma paixão. Isso poderia ser o álcool e a droga, por exemplo. Não era somente um jogo em si” (JACQUES DEMY).
Jackie é uma parisiense de meia idade que deixa seu marido e filhos para se aventurar no mundo das apostas em Nice, onde estará em jogo não apenas o frenesi das roletas do cassino, mas também o do ciclo da sedução.

“Os Guarda-chuvas do Amor” (“Les Parapluies de Cherbourg”, França/Alemanha 1964). Drama, Musical, Romance em PB. Duração 91’. Sinopse: ” ‘Os Guarda-chuvas’ é um filme contra a guerra, contra a ausência e contra tudo aquilo que o odiamos e que destrói a felicidade” (JACQUES DEMY).
Geneviève Emery, cuja mãe possui um comércio de guarda-chuvas, é uma adolescente de 17 anos se vê obrigada a decidir entre esperar por seu amor, um mecânico de 20 anos que foi servir ao exército na Argélia, ou se casar com um comerciante de diamantes, que se propõe a criar o bebê que ela espera como se fosse seu.

“Duas Garotas Românticas” (“Les Demoiselles de Rochefort”, França, 1967). De Jacques Demy. Cores. Duração 91’.Sinopse: “Queria fazer um filme que despertasse um sentimento de felicidade, que, depois da projeção, o espectador saísse da sala menos triste do que quando tinha entrado” (JACQUES DEMY).
Delphine e Solange são duas irmãs gêmeas encantadoras e espirituosas de 25 anos. Delphine, a loira, dá aulas de de dança et Solange, a ruiva, aulas de música. Elas vivem então da música e sonham ir para Paris e ter uma vida fantasias. Alguns empresários chegam à cidade e passam a frequentar o bar que é da mãe delas. Uma grande feira é promovida e um marinheiro sonhador está à procura da mulher ideal.

“Jacquot de Nantes” (“Jacquot de Nantes”, França 1991). De Agnès Varda. Com Édouard Joubeaud, Philippe Nahon . PB. Duração 118’. “Esta é a magnífica história do talento de Jacquot, filmado por uma mulher que ele encontrou em 1958 e que desde então compartilhou sua vida”. Era uma vez um menino criado numa oficina mecânica, na qual todos amavam cantar. Era 1939, ele tinha 8 anos e adorava marionetes e operetas. Mais tarde, ele quis fazer cinema, mas seu pai o fez estudar mecânica… Trata-se de Jacques Demy e de suas recordações. O filme é a crônica de seus jovens anos com seu irmãozinho, seus amigos, seus jogos, suas trocas de objetos, a visita da “tia do Rio”, os amores infantis, os primeiros filminhos… É uma infância feliz e uma adolescência obstinada que nos são contadas, apesar dos eventos da guerra e do pós-guerra. É a evocação de uma vocação, filmada pela mulher que Jacquot conheceu em 1958 e que dividiu com ele sua vida desde então. Seleção oficial do Festival de Cannes 1991 (fora de competição).

.
Projeto “Inight Gospel”, dia 05 de setembro | 19h. A expectativa é receber cerca de 1.500 jovens durante o evento, que contará com teatro, dança, Street Dance e remix. O evento tem como objetivo quebrar a normalidade dos cultos de jovens, além da confraternização de vários credos. A banda ‘Filhos do Cordeiro’ tocará durante uma parte da festa e depois mais cinco Dj’s fazem o remix de diversos ritmos, como brega, rock, carimbó e forró. Na Igreja do Evangelho Quadrangular (Arterial 5). Infomações: 3287-5353.

.
Espetáculo “Trois Quatre Petites Pièces Pour Vélo” dia 18 de setembro | 20h, no Teatro Margarida Schivasappa, do Centur (Av. Gentil Bittencourt, 650). Informações: 4005-9512. Classificação livre. Entrada franca.

.
Turnê “França Hip Hop no Brasil”, dia 8 de outubro | 21h. No Teatro Universitário Cláudio Barradas (Rua Jerônimo Pimentel, esquina com Dom Romoaldo de Seixas). Ingressos gratuitos distribuidos na Aliança Francesa. Entrada franca.

.
Sarau em homenagem ao Ano da França No Brasil acontece dia 22 de outubro | 18h, na Sala de Recitais da UEPA, do Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE), localizado na travessa Djalma Dutra, no bairro do Telégrafo. Entrada franca.


volta ao início, OutraBelem.com